Diariamente são realizadas inúmeras transfusões de sangue em todo o país, principalmente em atendimentos de urgência, cirurgias de alta complexidade e tratamento de pessoas com doenças crônicas.

De acordo com números divulgados pelo Governo Federal, em 2019 foram coletadas 3,271 milhões de bolsas de sangue. Parece bastante, né? Mas a verdade é que mesmo esse número alto representa uma queda de 2,5% com relação aos quatro anos anteriores. Ao mesmo tempo, observamos um aumento no número de transfusões.

E em período de pandemia, o número de doações caiu ainda mais! Por isso, nosso conteúdo de hoje vai falar sobre a importância da doação de sangue, e a forma como esse ato voluntário pode salvar vidas. Vamos lá?

POR QUE DOAR SANGUE?

 

Vamos começar com um dado muito importante: você sabia que uma única doação de sangue pode salvar até 4 vidas? Essa informação por si só já deveria ser o suficiente para convencer a população a doar.

Como dissemos acima, a transfusão de sangue pode ocorrer em diversas situações. Algumas das mais comuns e com maior necessidade estão em casos de doenças crônicas, como a anemia falciforme e a talassemia, onde uma pessoa com esse tipo de anemia pode precisar de transfusão de sangue até 18 vezes por ano!

Outro ponto muito importante a se considerar é o fato de que ainda não existe nenhum substituto para o sangue, ou seja, não há outra maneira de atender um paciente que necessite de transfusão, nenhum remédio ou elemento sintético desenvolvido em laboratório.

Algumas pessoas se preocupam com o possível risco de contrair doenças durante a doação, mas pode deixar esse pensamento de lado, isso não acontece! Todo o material utilizado durante a coleta é esterilizado e descartável, além disso, todo doador passa por uma entrevista clínica que avalia os critérios para doação.

Também existe a possibilidade de o doador obter alguns benefícios por se tornar doador regular, como desconto em estabelecimentos, shows e eventos, e alguns estados ainda isentam o doador da taxa de inscrição em concursos públicos, por exemplo. Lembrando que o doador de sangue também tem direito a um dia de folga no trabalho a cada 12 meses, de acordo com os termos previstos na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Então anota aí pra não esquecer a importância de doar sangue:

  • Uma única doação salva até 4 vidas
  • O sangue é insubstituível
  • Não há o risco de contrair doenças
  • O doador tem direito a alguns benefícios previstos em Lei

 

Nós trouxemos esse último tópico apenas a título de curiosidade, considerando que a doação deve ser feita de forma espontânea e por amor.

CRITÉRIOS PARA DOAÇÃO DE SANGUE

Sabendo que a doação de sangue é uma atitude responsável, é preciso observar alguns critérios para que seja possível se tornar um doador. De acordo com o hemobanco o doador precisa estar inserido nos critérios abaixo:

 

  • Estar em boas condições gerais de saúde;
  • Estar descansado: mínimo 6h de sono;
  • Ter idade entre 16 e 69 anos. A primeira doação deve ter sido feita até os 60 anos de idade. Menores de 18 anos precisam de autorização.
  • Pesar mais de 50 kg;
  • Estar alimentado: não deve estar em jejum. Evitar alimentação gordurosa nas 3 horas que antecedem a doação. Aguardar intervalo de 1h após o almoço;
  • Portar documento oficial com foto emitido por órgão oficial (RG, Carteira de Habilitação, Passaporte, Carteira de identidade profissional e Carteira de Trabalho);
  • Respeitar o intervalo mínimo entre as doações;
  • Ter estilo de vida saudável e não ter comportamento de risco.

Intervalo das doações:

Homens: 2 meses (4 doações anuais)

Mulheres: 3 meses (3 doações anuais)

Além disso, também existe uma lista extensa de quem não pode ser um doador de sangue! Seja de forma definitiva ou temporária. Você pode conferir a lista completa no site do hemobanco.

E aí, gostou de conhecer um pouquinho mais sobre a importância da doação de sangue? Esse ato de solidariedade deve ser cada vez mais incentivado! Então aproveite para compartilhar com a família e amigos.

Continue acompanhando nosso blog para mais curiosidades e notícias do ambiente hospitalar.