Os sintomas de estresse são o modo como o nosso organismo reage diante de situações desafiadoras. É uma reação normal e que faz parte do nosso processo de adaptação, porém, pode sair do controle e impactar no dia a dia. 

As causas podem ser variadas: desde tensões no trabalho, preocupações e traumas; e as pessoas mais suscetíveis a este estado são as que são muito duras consigo próprias. 

Segundo uma pesquisa do International Stress Management Association, o Brasil está em segundo lugar no ranking mundial em nível de estresse e, quando se agrava, pode acarretar em problemas psicológicos, emocionais e até físicos. 

Por essa razão, é fundamental prevenir-se para ter uma boa rotina de saúde. Este assunto é abordado de forma mais ampla em nosso artigo: “Por que fazer consultas e exames preventivos com frequência?”, clicando aqui. Abaixo, vamos aprender mais sobre o estresse e as melhores maneiras de lidar com ele.

 

Quais são os tipos de estresse? 

O estresse pode ser provocado por situações cotidianas, críticas, traumáticas ou recorrentes, e é dividido em dois tipos principais: 

  • Agudo: causado por situações traumáticas, mas passageiras; 
  • Crônico: de maior constância, porém com menos intensidade. Afeta a maioria das pessoas.

 

Quais são os principais sintomas? 

  • Alterações no humor: nervosismo, desgaste, desinteresse, perda de apetite; 
  • Mudanças no sono, perda de memória, náuseas; 
  • Tensão nos músculos, dores no corpo; 
  • Perda de libido; 
  • Queda de cabelo. 

 

Doenças causadas pelo estresse excessivo 

  • Problemas cardíacos; 
  • Ansiedade; 
  • Depressão; 
  • Enxaqueca; 
  • Problemas de pele; 
  • Úlcera; 
  • Crises de pânico. 

 

O estresse pós-traumático 

É uma forma mais grave deste transtorno, podendo ocorrer tanto na infância como na vida adulta, com maior predominância em mulheres. Ocorre quando, após um evento traumático, a pessoa passa a reviver este acontecimento, com medo excessivo e dificuldade para realizar suas atividades diárias. 

O tratamento envolve psicoterapia com o método cognitivo-comportamental, podendo utilizar inibidores de serotonina para aliviar sintomas, como: transtornos de sono, ataques de pânico e ansiedade. 

 

Como prevenir? 

Felizmente é possível prevenir os sintomas de estresse. Confira algumas formas abaixo: 

  • Alimentação saudável: comer muitas verduras e frutas é ideal para repor os nutrientes; 
  • Realizar atividades físicas: produz substâncias relaxantes e analgésicas; 
  • Mudar hábitos: dormir bem, utilizar técnicas de relaxamento, evitar situações estressantes, reduzir a quantidade de cafeína, buscar momentos de lazer, encontrar um hobby, ouvir música, buscar contato com a natureza; 
  • Desenvolver sua inteligência emocional: perceber seus gatilhos, procurar se acalmar, ter empatia pelas pessoas e saber quando ser sincero. 
  • No ambiente de trabalho: ser mais organizado e planejar as atividades do dia a dia, ter resiliência com as situações estressantes, não buscar ser uma pessoa perfeita. 
  • Trabalhar a autoaceitação: não se cobrar tanto, aceitar o que não se pode mudar; 
  • Buscar ajuda profissional: em casos mais graves, a psicoterapia pode ser grande valia. 

Gostou do nosso artigo e quer se aprofundar no tema da saúde mental? Então confira outro conteúdo de nosso blog, “Dicas para manter a saúde mental e física no home office”, clicando aqui. 

Fonte: Imagem – <a href=’https://www.freepik.com/photos/business’>Business photo created by DCStudio – www.freepik.com</a>