Alguns amam a sensação de friozinho pela manhã, um chazinho quente, roupas quentinhas e confortáveis. Por outro lado, há quem não consegue se adaptar aos dias frios e sempre sofre quando as temperaturas caem. Mas uma coisa não dá para negar: no inverno todos estamos sujeitos à algumas condições de saúde, como resfriados, doenças respiratórias e mais.

No próximo dia 20 de junho daremos início à estação mais fria de 2020 e, com duração de aproximadamente 3 meses, é preciso redobrar os cuidados com a saúde no inverno.

Então continue a leitura e veja algumas dicas rápidas para garantir uma rotina saudável mesmo nos dias frios.

Vamos lá?

PROBLEMAS OCASIONADOS PELO FRIO

Você sabia que durante o inverno o número de infartos cresce cerca de 30%? e que os casos de AVC aumentam em torno de 20%? Tudo isso ocorre devido a uma combinação de fatores, incluindo metabolismo, vasos sanguíneos, terminações nervosas e o trabalho do corpo por manter-se aquecido.

Além disso, há o agravamento ou surgimento de outros sintomas, como por exemplo:

  • Pele ressecada
  • Menos transpiração
  • Alergias mais intensas
  • Rinite, bronquite, sinusite e asma mais atacadas

E como se não bastasse os cuidados necessários, alguns grupos precisam estar ainda mais atentos e redobrar a atenção durante o inverno, são eles:

  • Idosos
  • hipertensos
  • diabéticos
  • obesos
  • fumantes
  • sedentários

Como você pode ver, o inverno pode ser muito mais perigoso do que imaginamos, por isso todo cuidado é pouco. Sendo assim, vamos de fato conferir algumas dicas de cuidados com a saúde no inverno.

CUIDADOS COM A SAÚDE NO INVERNO: DICAS RÁPIDAS

Beba mais água

Uma das características do inverno é dar a falsa impressão de que não temos sede ou não precisamos de água com tanta frequência como no verão, o que é  um grande erro. Assim como em qualquer ocasião, o consumo de líquidos é essencial para o bom funcionamento do organismo. No frio, entretanto, a água se faz indispensável, ajudando na digestão, hidratação da pele e ajuda também a prevenir doenças renais.

Hidrate bem a pele

No inverno a pele é um dos elementos corporais que mais sofrem, principalmente devido ao ressecamento do clima frio e seco. Ao mesmo tempo em que há menos transpiração da nossa parte, costumamos tomar banhos mais quentes, o que colabora para uma pele menos hidratada e mais sujeita à complicações. Por isso, busque tomar banhos com água não tão quente ou então em menor tempo. Beba bastante água e utilize cremes hidratantes.

Alimentação leve e balanceada

Muita gente observa que sente mais fome no inverno. Isso acontece com você? Se sim, o motivo está na exigência do organismo por mais nutrientes, para que possa trabalhar de uma forma mais intensa para manter o corpo aquecido. Entretanto, a alimentação deve ser equilibrada para que ajude sistema imunológico e é claro, prevenir outras complicações como diabetes, colesterol ou obesidade.

Atenção com a renovação de ar

Algumas pessoas possuem o hábito de manter as janelas e portas fechadas durante o inverno, como uma forma de evitar o ventinho gelado dos dias frios. Isso, no entanto, é um erro. É justamente em locais fechados onde há maior chance do surgimento de doenças transmitidas pelo ar. Por isso, é importante promover a renovação de ar no ambiente, deixando janelas abertas durante algumas horas no dia.

De olho nos objetos que provocam alergia

Quem sofre com alguma síndrome alérgica já sabe, quando o inverno vai se aproximando é hora de tirar as roupas e cobertores do guarda-roupa e providenciar a higienização de cada um deles. Afinal, muitas peças ficaram um grande tempo guardadas e podem acumular poeira, ácaros e mais, desencadeando alergias. Por isso, é importante levar e deixar as peças receberem a luz do sol.

E aí, gostou das nossas dicas de cuidados com a saúde no inverno? Continue acompanhando nosso blog para mais informação, notícias e curiosidades do universo hospitalar e da saúde.