Você sabia que cerca de 10 a 25% da população sofre com rinite alérgica? O número é alto e não faltam queixam de quem sofre com os sintomas, que podem ser muito incômodos e prejudicar até mesmo as atividades do dia a dia. 

Isso acontece porque o nosso corpo identifica algumas substâncias como objetos estranhos, fazendo com que a reação seja os sintomas da rinite, como uma forma de evitar que essas substâncias cheguem aos pulmões. 

Em alguns casos, entretanto, a reação do corpo pode ser um tanto exagerada, o que caracteriza a famosa rinite alérgica. 

Por isso, no conteúdo de hoje nós trouxemos algumas dicas para evitar o sofrimento intenso causado pela rinite. Vamos lá? 

Entendendo a rinite alérgica

Para compreender se os sinais alérgicos são mesmo rinite, é preciso compreender alguns conceitos sobre a condição. 

De acordo com o Ministério da Saúde, alergia ou reação de hipersensibilidade é uma resposta imunológica que se desenvolve após a exposição a um determinado antígeno (substância estranha ao nosso organismo) e que ocorre em indivíduos suscetíveis (geneticamente) e previamente sensibilizados.

Ainda segunda a organização, os principais agentes que provocam alergia ou hipersensibilidade são:

  • ácaros e baratas;
  • mofo (fungos);
  • epitélio (pele) e pelos de animais (gatos e cães);
  • esporos de fungos e pólens de flores;
  • alimentos;
  • medicamentos.

Como vimos acima, além dos elementos que provocam alergia, podemos inserir também a Rinite como uma causa hereditária, passando de pais para filhos. 

Principais sintomas da rinite alérgica

Para identificar a rinite em meio aos diferentes tipos de alergia, podemos observar as considerações feitas pelo site do Dr. Drauzio Varella, que sinaliza os seguintes elementos como característicos da rinite alérgica: 

  • Edema da mucosa que leva à obstrução nasal;
  • Coriza;
  • Espirros em salva;
  • Coceira no nariz, na garganta, no céu-da-boca e nos olhos.

Dicas para evitar as crises de rinite

Uma triste notícia para quem sofre com os sintomas da rinite é o fato de que ainda não existe uma cura para a condição. Entretanto, alguns procedimentos podem contribuir na prevenção e alívio dos sintomas. 

Evitar produtos de limpeza e/ou desodorantes de ambientes, bem como tintas com cheiro forte e até mesmo perfume são fundamentais para uma vida com menos sofrimento causado pela rinite. 

Ao mesmo tempo em que todos aqueles que sofrem com os sintomas, devem considerar o ácaro um dos maiores inimigos do corpo. A gente sabe que nem sempre é fácil evitar o ácaro, por isso uma boa dica é deixar o ambiente sempre bem ventilado e limpo. Se o local for ensolarado, melhor ainda, caso não seja, é possível levar travesseiros e tapetes para um banho de som alguns minutos por dia.

Já o Blog da Saúde do Ministério da Saúde nos apresenta algumas outras medidas para encarar a condição da rinite:

  • Parar de fumar
  • Perda de peso (quando indicado) e prevenção do sobrepeso e obesidade.
  • Realizar atividades físicas.
  • Reduzir a exposição a fatores desencadeantes, como exposição a ácaros ou alérgenos relacionados a mofo, tabagismo passivo, animais domésticos se comprovada sensibilização , odores fortes e locais de poluição atmosférica.

Gostou das nossas dicas para os sintomas da rinite alérgica? Sabemos que nem sempre é fácil conviver com a alergia provocada, mas com alguns passos relativamente simples, é possível amenizar o sofrimento que as grandes crises provocam. 

Continue acompanhando nosso blog para mais dicas, notícias e curiosidades do universo da saúde e hospitalar.