De acordo com a Associação Brasileira do Sono, a “insônia se caracteriza pela dificuldade em iniciar o sono ou em se manter dormindo, sendo que o principal prejuízo é o cansaço durante o dia pelas noites mal dormidas”. 

No Brasil, são mais de 73 milhões de pessoas sofrendo com insônia, com dados ainda mais alarmantes se considerarmos estudos indicando que cerca de 30% a 40% da população enfrentará algum grau de insônia durante alguma fase da vida. 

Por isso, nossa publicação de hoje traz algumas dicas para dormir melhor diante da frustração que a insônia pode causar. Vamos lá?

Dicas para dormir melhor com a insônia

Mantenha regularidade nos horários de sono

Talvez um dos piores hábitos de quem sofre com insônia seja a falta de regularidade nos horários para dormir ou acordar. Em qualquer idade e em qualquer organização física, o corpo precisa recuperar energia, o que acontece por meio do sono. 

Quando há hábitos regulares e saudáveis relacionados ao horário para dormir e acordar, o corpo compreende que aquele momento é dedicado para a reposição das energias, diferente do que acontece com uma soneca de 15 minutos depois do almoço, por exemplo, onde o organismo já fica de “sobreaviso” porque sabe que precisará despertar em breve. 

É tudo uma questão de hábito, por isso busque deitar e levantar sempre no mesmo horário, dessa forma você poderá ir treinando o organismo para a hora do sono. 

Atividade física pode ser uma grande aliada

É de conhecimento geral que as atividades físicas oferecem grandes benefícios para a saúde do corpo, e o sono não fica de fora dessa. 

De acordo com Cláudia Goulart, doutora em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília (UnB) “Quando uma pessoa pratica atividade física, acontece no corpo a homeostase, que é a estabilidade da qual o organismo necessita para realizar suas funções adequadamente para o equilíbrio do corpo. A atividade deixa seu corpo mais cansado e o sono vem naturalmente à noite. Essa movimentação durante o dia pode gerar um certo desconforto na musculatura e microlesões. No fim do dia o corpo te diz que precisa repousar, dormir melhor. E a atividade física também diminui o estresse e a ansiedade, auxiliando ainda mais na qualidade do sono”

Mas lembre-se que a atividade física também pode gerar uma certa agitação, principalmente após a prática dos exercícios, por isso prefira se exercitar pela manhã ou no período da tarde, com horas de distância do horário do sono.

Bebidas com cafeína à noite? Melhor não

O corpo é uma grande ferramenta que responde aos mais diversos estímulos. Como vimos no exemplo acima, responde aos exercícios, por exemplo, mas responde também a alimentação e bebidas. A nossa dica aqui é evitar bebidas que contenham cafeína, principalmente no período da noite. 

  • Café
  • Chá-preto
  • Chá-mate
  • Refrigerante
  • Energéticos

E mais.

A maioria dessas bebidas contém elementos estimulantes, ou seja, podem de alguma maneira despertar os sentidos e postergar a chegada do sono. 

Que tal diminuir a exposição à luz no período noturno?

Para ajudar o corpo a se preparar para dormir, nosso organismo é capaz de produzir um hormônio conhecido como melatonina. A produção dessa substância é incentivada pela diminuição da exposição à luz. 

Sendo assim, uma boa dica para dormir melhor é, além de proporcionar um ambiente mais confortável e com pouca luminosidade, evitar também os aparelhos eletrônicos como tablets, celulares e notebook antes de dormir.  

Procure se livrar até mesmo daquelas pequenas luzes que os aparelhos eletrônicos emitem no ambiente, como um modem, rádio ou relógio, por exemplo. 

Leia mais: Cuidados com a saúde no inverno

Gostou das nossas dicas para dormir melhor com os problemas com insônia? Continue acompanhando o Blog da MedWorld para mais conteúdos e curiosidades sobre o universo hospitalar e da saúde.