MIT e Harvard desenvolvem tatuagem sensorial com tinta especial.

Cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e Harvard desenvolveram uma tinta especial que pode ajudar a controlar a Diabetes. A Diabetes é uma doença crônica que pode aparecer em qualquer fase na vida. Acontece quando o corpo para de produzir insulina ou não consegue empregar essa insulina de forma eficiente no organismo. Insulina é o hormônio que controla a quantidade de glicose no corpo e faz com que essa glicose seja usada como fonte de energia. A glicose não controlada gera hiperglicemia que pode prejudicar órgãos importantes.

Fonte: MIT Media Lab

Fonte: MIT Media Lab

O novo dispositivo vem como um reforço no controle da doença. Os testes foram realizados apenas em porcos mas demonstraram resultado positivo e que está apto a seguir para teste em outros animais e até mesmo em humanos. A tinta chamada de Dermal Abyss reage, através de seus componentes químicos, de acordo com a alteração detectada. A tinta muda de azul para marrom quando detecta a necessidade de insulina no corpo. A tinta também reage a alteração do pH do sangue e desidratação.

Apesar do apelo estético, o intuito principal é ajudar as pessoas que enfrentam essa doença e descartar os atuais processos para a identificação desses níveis, por exemplo, o medidor de glicose com o qual o paciente precisa furar o dedo e depositar uma gota de sangue todos os dias. Ainda não existe uma previsão de quando a tinta chegará aos consumidores, mas os cientistas estão confiantes de que esse será um grande avanço tecnológico no tratamento da doença.

Fontes: MIT Media Lab, G1 e Sociedade Brasileira de Diabetes.