Campanha aborda a necessidade de atenuar o sofrimento de pacientes.

Todos os anos, mais de 18 milhões de pessoas em todo o mundo morrem depois longas e dolorosas lutas contra doenças terminais, como o câncer. Com o objetivo de chamar a atenção para a necessidade de se atenuar o sofrimento destas pessoas, em 2002 a Organização Mundial da Saúde incluiu em seu calendário anual o Dia Mundial dos Cuidados Paliativos.

Imagem: Shutterstock

Imagem: Shutterstock

Lembrada sempre no segundo sábado do mês de outubro – neste ano de 2017, portanto, no dia 14 – a data faz parte de uma campanha mundial para que os sistemas de saúde, tanto públicos como privados, tomem consciência da importância em desenvolver ações destinadas a melhorar a qualidade de vida de pacientes que enfrentem algum problema de saúde associado à doenças que ameaçam a vida. Os cuidados paliativos, então, não possuem a função de curar o paciente, mas de cuidar para que os efeitos do tratamento – e da própria doença – sejam os mais brandos possíveis. Por isso, eles também podem ser chamados de cuidados de conforto.

Entre as maiores preocupações dos cuidados paliativos estão o alívio da dor, acompanhamento psíquico-espiritual e social e se diferenciarem de tratamentos hospices porque procuram se fazer presentes desde o momento do diagnóstico da doença e acompanham o paciente durante todo o tratamento.

Continue acompanhando o nosso Blog e fique sempre muito bem informado sobre as novidades do setor da saúde, e receba dicas sobre saúde e bem-estar que ajudarão você a melhorar a sua qualidade de vida.