O teste aprovado pela Anvisa demonstrou efetividade de 99% na detecção de anticorpos do vírus HIV.

blog1

Fonte: Revista Galileu

O produto, registrado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), é capaz de detectar a presença do vírus até 30 dias após a contaminação. Denominado ‘Action’ e desenvolvido pela fábrica Orange Life, o teste passa a estar disponível para venda a partir deste mês de Julho, inicialmente nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo. A expectativa é que até o fim do mês esteja disponível em todas as drogarias do país.

blog2

Fonte: Revista Veja

O teste é composto pelo dispositivo de teste, um líquido reagente, uma lanceta para furar o dedo, um sachê de álcool e um capilar para coletar o sangue. Semelhante ao teste para medição de glicose por diabéticos, o teste é feito a partir da coleta de uma gota de sangue e o resultado leva cerca de 15 a 20 minutos, que se dá através de linhas que indicam se existe a presença de anticorpos do HIV ou não.

O autoteste demonstrou sensibilidade de 99% aos anticorpos que são produzidos pelo corpo, porém somente após 1 mês possui níveis que são possíveis serem detectados pelo exame instantâneo. Por isso, se nesse meio tempo acontecer novas exposições ao vírus, é necessário respeitar o prazo mínimo de 30 dias após o ocorrido.

Se o resultado der negativo, recomenda-se que o teste seja refeito após mais 30 dias, e assim sucessivamente de 30 em 30 dias até completar 120 dias da exposição. Se der positivo, é indicado que procure uma Unidade de Saúde para realização de testes laboratoriais, e se for o caso, encaminhamento para iniciar os tratamentos adequados.

 

Fontes: G1 e Revista Veja.