Já demos “Tchau, até logo!” para o horário de verão e logo nos despediremos da estação mais quente do ano. Logo chegamos no outono e no inverno, estações que geralmente acompanham as complicações respiratórias mais famosas e chatas do dia a dia: gripe e resfriado.

No entanto, é fácil encontrar quem não consiga diferenciar essas duas doenças. Para falar a verdade, o redator que aqui vos fala também não sabia a diferença até o momento que precisou pesquisar para contar para você. Bom para nós dois, não é?

Acontece que saber as diferenças entre gripe e resfriado ajuda bastante na hora de saber como realizar o tratamento e pode nos deixar bem mais tranquilos em relação aos sintomas.

Diferenças entre gripe e resfriado - Medworld

Doenças são bem parecidas, mas possuem gravidades diferentes. Imagem: MD Saúde.

Diferenças entre gripe e resfriado

Ambas as doenças são causadas por vírus, que são diferentes, mas são transmitidos da mesma forma. A mais séria delas é a gripe, ou influenza sazonal, e a diferença mais grave entre ela e o resfriado é a ocorrência da febre, que indica o início da gripe.

Dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse seca são os sintomas que seguem com a progressão da gripe. A febre, sintoma mais forte e importante, dura em média três dias. Logo após ela, começam os sintomas respiratórios, que duram em torno de quatro dias.

Em casos mais graves, a gripe pode levar até complicações bastante sérias, como a pneumonia. Caso isso aconteça, é necessária a internação hospitalar.

O resfriado, que costuma ser o mais comum, é mais leve. Além de sintomas mais brandos, a doença dura entre dois e quatro dias apenas.

Tosse, congestão nasal, coriza, dor no corpo e dor de garganta leve são os sintomas básicos do resfriado. A ocorrência de febre é bastante rara e, caso aconteça, eleva pouco a temperatura.

Tratamentos indicados

Quando alguém identifica a tosse, nariz congestionado, dores de cabeça e no corpo, é fácil cogitar um dos dois problemas. A febre é o principal fator que indica o tratamento, que deverá aliviar diretamente os sintomas até que o corpo possa combater naturalmente o vírus causador.

Identificada a gripe, o principal medicamento deve ser um antitérmico, acompanhado de analgésico para aliviar dores no corpo. Já no caso do resfriado, o medicamento deve geralmente tratar os sintomas de dor de garganta, tosse e coriza.

Evitando o contágio

Para evitar o contágio da gripe e resfriado as dicas são aquelas velhas conhecidas. Sendo doenças que se espalham pelo ar, é preciso evitar todo tipo de contato com o que pode sair da boca ou do nariz.

Sendo assim, algumas dicas são: lavar sempre as mãos; utilizar lenços descartáveis para higiene da boca e do nariz; cobrir nariz e boca depois de espirrar e bocejar; evitar compartilhar objetos pessoais; manter ambientes bem ventilados; e evitar contato com pessoas infectadas.

A Medworld se preocupa com sua saúde em todos os momentos do dia, mês e ano. Continue acompanhando nosso blog para mais dicas e informações úteis para se manter saudável a todo tempo. Conte sempre com a gente!


Com informações de EBC.