A distância entre pacientes e especialistas é algo que prejudica e muito o atendimento médico no Brasil. Moradores de áreas remotas possuem, muitas vezes, no máximo o contato com um clínico geral. Com especialistas a distância, um diagnóstico preciso pode ser algo difícil de conseguir.

Foi pensando nisso que pesquisadores da Universidade Federal Fluminense (UFF) desenvolveram o Sistema de Saúde Holográfica. O método permite o diagnóstico a distância com o uso de hologramas lidos por uma junta médica distante do paciente.

Imagem: Divulgação / G1.

Imagem: Divulgação / G1.

Basicamente, funcionará assim: o paciente entrará numa sala de consultas tradicional, com todos os aparelhos e móveis que geralmente estão ali – maca, mesa, cadeira -, que também contará com uma webcam, um microfone, iluminação especial e um computador capaz de gerar a imagem holográfica do paciente a partir da câmera.

O médico que sempre acompanha o paciente será responsável por acompanhar a captação de imagens. Estas, por sua vez, serão enviadas para uma junta médica especializada a distância. Esses especialistas terão diante de si um holograma do paciente e do caso que precisam analisar.

Se for o caso de um problema cardíaco, por exemplo, a junta médica terá a versão holográfica de um ecocardiograma para poder avaliar a situação do paciente e assim dar o diagnóstico a distância.

O principal público-alvo da tecnologia são residentes de áreas com pouco ou nenhum acesso à especialistas da área de medicina. É uma possibilidade para quem não tem condições de atravessar diversos quilômetros para ter o atendimento que precisa.

Os responsáveis por desenvolver o sistema são pesquisadores do Núcleo de Estudos de Tecnologias Avançadas da Escola de Engenharia (Netav/UFF) em parceria com o Corpo de Saúde do Hospital Universitário Antônio Pedro. Até então, a tecnologia já foi testada pela Marinha em ocasião do apoio às atividades na Antártida.

Em relação aos custos, o consultório virtual, onde o paciente será atendido, custa em média R$10 mil. Já o centro de saúde holográfica, onde ficará a junta médica, chega a aproximadamente R$700 mil.

É muito bom saber que profissionais brasileiros estão tomando a frente de projetos importantes que garantirão maior acesso a saúde e atendimento médico. Vamos ficar de olho para saber como será a aplicação dessa tecnologia.

Para mais dicas, informações e novidades sobre o mundo da medicina, continue acompanhando o blog da Medworld!

  Com informações de JB.